Engenharia com experiência

A TLLV Engenharia está há mais de 29 anos no mercado e atua nas seguintes áreas: Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação e Engenharia de Controle e Automação.

Saiba mais »

Cursos e treinamentos

A TLLV Engenharia oferece cursos nas seguintes áreas:


CE 01 - Análise de Faltas em Sistemas Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Proporcionar conhecimentos indispensáveis no que se refere à análise de faltas em sistemas elétricos de BT/MT/AT
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos eletro-eletrônicos
Programa: Representação de componentes de sistemas elétricos;
Porcentagem por unidade (pu)
Tensões, correntes, potências e impedâncias em pu.
Mudança de base. Exemplos;
Choque de bases;
Análise de faltas em sistemas elétricos:
Curto-circuito trifásico. método convencional e método dos MVA´s
Curto-circuito fase-terra, método convencional e dos MVA´s
Curto-circuito fase-fase, método convencional e dos MVA´s;
Curto-circuito fase-fase-terra, método convencional e dos MVA´s;
Abertura Monopolar, método convencional;
Abertura Bipolar, método convencional;
Faltas através de impedâncias;
Método de redução da corrente de curto-circuito em subestações;
Cálculo da resistência limitadora da corrente de curto-circuito;
Cálculo do reator limitador da corrente de curto-circuito;
Estudos de casos práticos na indústria e em concessionárias.



CE 02 - Aterramento Elétrico


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios concernentes à análise, métodos e critérios necessários ao projeto, implantação, solução de problemas e manutenção de malhas de aterramento em sistemas elétricos.
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos da área eletro-eletrônico
Programa: Objetivos dos sistemas de aterramento em sistemas elétricos;
Tipos de sistemas de aterramento;
Impedância de surto de torres, linhas aéreas e cabos isolados;
Equipamentos e dispositivos de medição;
Procedimentos para medições com alta confiabilidade;
Medição da resistividade do solo e métodos de estratificação do solo;
Solo de alta resistividade – métodos de redução da resistividade;
Cálculo da tensão de passo e tensão de toque em malhas de aterramento;
Sistema isolado, não efetivamente aterrado e multiaterrado;
Cálculo das sobretensões quando do escoamento de sustos atmosféricos;
Cálculo das sobretensões em malhas de aterramento oriundas de curto-circuitos;
Projeto de malhas de aterramento de subestações;
Aterramento de redes de distribuição e transmissão;
Cálculos elétricos;
Análise de casos.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 13 de Agosto a 15 de Agosto
Horário: 08:30 às 12:30 e 14:00 às 18:00

CE 03 - Aterramento de Subestações


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios concernentes à análise, métodos e critérios necessários ao projeto, implantação, solução de problemas, medição e manutenção de malhas de aterramento em sistemas BT/MT/AT.
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos da área de sistemas elétricos
Programa: . Objetivos dos sistemas de aterramento;
. Tipos de sistemas de aterramentos;
. Equipamentos e dispositivos de medição;
. Procedimentos para medições com alta confiabilidade;
. Medição da resistividade do solo e métodos de estratificação do solo;
. Solo de alta resistividade – métodos de redução da resistividade;
. Cálculo da tensão de passo e tensão de toque em malhas de subestações;
. Impedância de surto;
. Interligação de malhas de aterramento;
. Cálculo das sobretensões em malhas de aterramento oriundas de surtos atmosféricos;
. Cálculo das sobretensões em malha de aterramento oriundas de surtos de manobra e curto-circuito;
. Métodos de redução das sobretensões em malhas de aterramento;
. Proteção de subestações contra surtos atmosféricos e de manobra;
. Projeto de malhas de aterramento de subestações;
. Análise de casos.


CE 04 - Cabos Elétricos


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios concernentes à análise, métodos e critérios necessários ao dimensionamento e especificação de cabos elétricos de BT/MT/AT
Público Alvo:
Supervisores, engenheiros e técnicos da área eletro-eletrônico
Programa: • Características físicas dos cabos de alumínio e de cobre;
• Cabos nus;
• Cabos isolados;
• Resistência, indutância e capacitância;
• Critérios e especificação de cabos de BT – exemplos práticos;
• Critérios e especificação de cabos de MT – exemplos práticos;
• Critérios e especificação de cabos de AT – exemplos práticos;
• Métodos de identificação de cabos;
• Técnicas de identificação de defeitos – exemplos;
• Critério de dimensionamento de cabos pela carga nominal – exemplos;
• Critério de dimensionamento de cabos por curto-circuito – exemplos;
• Critério de dimensionamento de cabos pela queda de tensão – exemplos;
• Emendas e terminações - montagem.


CE 05 - Compatibilidade Eletromagnética


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Apresentar as principais fontes geradoras de harmônicos, magnitudes, paramentos envolvidos e as interferências em sistemas e equipamentos sensíveis, objetivando minimizar estes efeitos através de medidas preventivas e corretivas
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Fontes de harmônicos e transitórios eletromagnéticos;
• Características dos parâmetros elétricos dos fenômenos e suas respectivas modelagens;
• Efeitos das correntes e tensões harmônicas nos sistemas elétricos;
• Ressonância série e ressonância em paralelo;
• Cálculo das impedâncias e das frequências harmônicas equivalentes;
• Efeitos das harmônicas nos motores de indução, geradores síncronos, capacitores, medidores e transformadores;
• Cálculo dos parâmetros elétricos (tensão, corrente, fator de potência, etc.) considerando-se as distorções harmônicas;
• Compatibilidade eletromagnética (EMC);
• Classificação das fontes de interferência eletromagnética;
• Técnicas de controle de interferências. Exemplos práticos;
• Dispositivos de proteção;
• Controle de interferências em subestações. Exemplos.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 01 de Outubro a 02 de Outubro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 06 - Compensação de Reativos em Sistemas Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Apresentar de forma prática e segura as modernas técnicas de diagnóstico e de compensação de reativos em sistemas elétricos industriais e de concessionárias
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos industrias ou em concessionárias de energia
Programa: • Representação em PU dos equipamentos e sistemas elétricos;
• Triângulo de potência;
• Conceito de fator de potência;
• Técnicas de diagnóstico;
• Compensação através de banco de capacitores;
• Tipos de arranjos das células capacitivas;
• Cálculo do número de grupos de células série e paralelo;
• Critérios de dimensionamento;
• Compensadores síncronos;
• Compensadores estáticos;
• Sistema de controle de compensadores estáticos;
• Geração de harmônicos;
• O efeito flicker e sua compensação;
• Modelagem, simulação e estudos de sistema com dispositivo de compensação;
• Compensação de sistemas;
• Estudos pré-operacionais e comissionamento de compensadores estáticos e síncronos;
• Exemplos de casos reais.


CE 07 - Confiabilidade em Sistemas Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer conceitos básicos e técnicas gerais para a avaliação de confiabilidade de sistemas elétricos
Público Alvo:
Gerentes, consultores, supervisores e engenheiros que atuem na operação, manutenção e planejamento de sistemas elétricos
Programa: • Conceitos básicos de confiabilidade;
• Conceitos básicos de probabilidades;
• Variáveis aleatórias e contínuas;
• Função de distribuição de probabilidades;
• Algumas distribuições de probabilidade: Binomial; Poisson; Normal; Exponencial e Uniforme;
• Ajuste de dados a funções de distribuição de probabilidade;
• Processos estocásticos e sua aplicação em estudos de confiabilidade;
• Exemplo de árvore característica;
• Probabilidades transitórias e estacionárias de uma cadeia de Markov;
• Conceitos básicos de confiabilidade;
• Processos estocásticos e sua aplicação em estudos de confiabilidade;
• Exemplo de árvore característica;
• Probabilidades transitórias e estacionárias de uma cadeia de Markov;
• Simulação de Monte Carlo;
• Tipos de componentes: reparáveis e não reparáveis;
• Taxa de disponibilidade;
• Taxa de falha;
• Confiabilidade em Sistemas Elétricos de Potência;
• Cálculo probabilístico da confiabilidade do sistema de geração;
• Aplicação ao Planejamento; ;
• Modelos probabilísticos;
• Cálculo de tabelas de capacidades;
• Cálculo da probabilidade da perda de carga;
• Cálculo da probabilidade da perda de energia;
• Estudos de expansão;
• Cálculo da confiabilidade de sistemas interligados;
• Avaliação da confiabilidade de sistemas de transmissão;
• Avaliação da confiabilidade de sistemas de distribuição;
• Avaliação da confiabilidade de subestações;
• Exemplos práticos.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 19 de Outubro a 21 de Outubro
Horário: 08:30 às 12:30 e 14:00 às 18:00

CE 08 - Ensaios e Medidas em Equipamentos Elétricos


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Proporcionar conhecimentos técnicos sobre ensaios em equipamentos elétricos
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Equipamentos pertinentes de ensaios e testes;
• Fator de potência de isolamento;
• Resistência ôhmica de isolamento;
• Relação de transformação;
• Resistência ôhmica de enrolamento;
• Tempo de operação de disjuntores;
• Resistência ôhmica de contato;
• Rigidez dielétrica em óleo isolante mineral;
• Tensão aplicada de CC em cabos isolados de classe 15 kV;
• Resistividade do solo;
• Resistência ôhmica da malha de aterramento;
• Características gerais de TC´s e TP´s;
• Polaridade em transformadores monofásicos;
• Polaridade em transformadores trifásicos;
• Deslocamento angular;


CE 09 - Estabilidade de Sistemas Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios indispensáveis a solução de problemas causados pelas perturbações em regime permanente e transitórios
Público Alvo:
Diretores, gerentes, supervisores e engenheiros que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Introdução;
• Tipos e classe de problemas;
• Gerador e carga isolada;
• Cálculo de M;
• Amortecimento do sistema;
• Acoplamento elétrico entre máquinas;
• Equivalência;
• Potência elétrica do grupo de máquinas;
• Turbinas a Vapor;
• Caldeiras;
• Dinâmica da caldeira;
• Turbinas hidráulicas e controle de velocidade;
• Efeito da tubulação na resposta da turbina;
• Chaminé de equilíbrio;
• Controle primário de carga-frequência;
• Tipos de Reguladores de Velocidades;
• Comportamento regulador de velocidade – áreas interligadas;
• Controle suplementar de sistema de potência isolado;
• Controle suplementar de sistema de potência interligado;
• Controle de carga-frequência com distribuição econômica;
• Solução de problemas práticos;
• Utilização de software específico. Simulações Computacionais.


CE 10 - Geração Distribuída - Usinas Álcool Açucareiras


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer conhecimentos técnicos e financeiros no que se refere ao estudo, análise e a viabilidade de implantação de sistemas de cogeração em industrias álcool açucareiras
Público Alvo:
Diretores, gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos eletromecânicos
Programa: • Tipos de tecnologias - cogeração com turbinas a gás, vapor e motores de combustão interna;
• Dimensionamento, especificação e operação dos sistemas de cogeração;
• Relação calor-potência;
• Cálculo das perdas quando da operação fora de projeto;
• Eficiência dos sistemas de cogeração. Exemplos práticos;
• Análise de custos dos vários tipos de sistemas de cogeração de energia. Exemplos;
• Planejamento estratégico da operação e manutenção. Exemplos;
• Cálculo da energia excedente;
.• Potenciais de cogeração e geração distribuída - conceito, comparação econômica de diferentes tecnologias, aplicação.


Próximos cursos:

Local: Ribeirão Preto - Sp
Data: 17 de Agosto a 18 de Agosto
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 11 - Geradores Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Aprimorar os conhecimentos dos participantes sobre as características construtivas da máquina síncrona, princípio de funcionamento, características em regime permanente, determinação das potências ativa e reativa e curvas características de operação
Público Alvo:
Engenheiros e técnicos que trabalham com projetos, manutenção, comissionamento e operação dos geradores síncronos
Programa: • Características básicas - Aspectos construtivos e componentes. Partes estacionárias e rotativas;
• Máquinas síncronas de polos salientes;
• Máquinas síncronas de polos lisos;
• Princípio de funcionamento da máquina síncrona - Diagramas fasorial;
• Características em regime permanente - Princípio de funcionamento e características operacionais;
• Operação em paralelo de geradores - Condições para o estabelecimento do paralelismo;
• Controle de potência ativa e reativa - Definição de barramento infinito. Ângulo de potência e excitação de campo;
• Proporcionalidade entre ângulo de potência e potência ativa e entre o módulo da fem induzida e a excitação de campo;
• Operação de geradores em sistemas isolados;
• Tipos de reguladores de velocidade, características operacionais;
• Regulador isócrono, com queda de velocidade e com estatismo transitório. Exemplos;
• Potência em Máquinas Síncronas - Fluxo de potência para máquinas de polos lisos;
• Efeito da resistência na capacidade de transmissão de potência ativa do gerador síncrono de polos lisos;
• Fluxo de potência em máquinas de polos salientes;
• Máxima potência transferida pelo gerador de polos salientes;
• Potência sincronizante e coeficiente de potência sincronizante;
• Curvas características dos geradores síncronos;
• Lugar geométrico das correntes da armadura para excitação constante;
• Limites de operação. Limites de estabilidade e de potência;
• Cartas de capabilidade ou de operação para o gerador síncrono;
• Operação de geradores em sistemas interligados;
• Distribuição de potência ativa entre geradores operando em paralelo com regulagens distintas. Exemplos práticos.


CE 12 - Inspeção e Manutenção de Equipamentos Elétricos


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere à análise, métodos e critérios atuais de inspeção e manutenção de equipamentos elétricos de baixa, média e alta tensão
Público Alvo:
Supervisores, engenheiros e técnicos.
Programa: • Técnicas modernas de organização da manutenção;
• Confiabilidade aplicada à manutenção;
• Instrumentação pertinente para testes e diagnóstico eletromecânico;
• Inspeção, teste e manutenção em isolantes;
• Inspeção e manutenção em cabos elétricos;
• Técnicas de detecção de falhas em cabos elétricos;
• Inspeção e manutenção de disjuntores;
• Inspeção e manutenção em barramentos;
• Inspeção e manutenção em transformadores;
• Inspeção e manutenção eletromecânica em motores e geradores;
• Inspeção e manutenção de baterias;
• Normas técnicas.


Próximos cursos:

Local: Uberlândia - Mg
Data: 24 de Agosto a 25 de Agosto
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 13 - Manutenção Centrada em Confiabilidade


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios concernentes à análise, métodos e critérios de manutenção centrada em confiabilidade e gerenciamento da manutenção
Público Alvo:
Gerente, engenheiros, administradores, economistas, supervisores e técnicos
Programa: • Noções de probabilidade. Exemplos;
• Falhas e quebras. Regra dos 5 “Pôr Quês”;
• Medição de falha e da taxa de falhas;
• Confiabilidade. Disponibilidade;
• Tempo médio entre falhas. Falhas como função do tempo;
• Áreas de cálculos de confiabilidade;
• Confiabilidade em Manutenção: parâmetros importantes: MTBF; TF; MTTF; V; TMDR; D;
• Confiabilidade em série. Confiabilidade em paralelo. Exemplos reais em manutenção e em produção;
• Lei de falhas exponencial. Exemplos;
• Efetividade global do equipamento;
• Fatores que influenciam a disponibilidade;
• Prevenção e recuperação de falhas;
• Análise do modo e efeitos de falhas (FMEA);
• Confiabilidade das operações;
• Planejamento de recuperação de falhas. Exemplos;
• Administração da manutenção;
• Estudo de casos reais.


CE 14 - PCH´s – Estudos e Projetos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Proporcionar conhecimentos indispensáveis no que se refere ao estudo e projetos de PCH´s
Público Alvo:
Gerentes, supervisores e engenheiros
Programa: • Tipos de PCH´s;
• Pesquisa de locais para implantação;
• Estudos sócio-econômicos;
• Estudos ecológicos;
• Estudos hidrológicos;
• Estudos geológicos e geotécnicos;
• Estudos de mercado;
• Estudos hidroenergéticos;
• Cálculo da descarga;
• Cálculo da potência bruta.
• Cálculo das perdas;
• Cálculo da potência líquida;
• Equipamentos mecânicos
• Operação de sistemas isolados;
• Custos;
• Avaliação sócio-econômica do empreendimento.


Próximos cursos:

Local: Uberlândia - Mg
Data: 21 de Setembro a 23 de Setembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 15 - Proteção de Sistemas Elétricos


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Apresentar e calcular os principais parâmetros elétricos quando de uma falta no sistema, objetivando dimensionar e especificar corretamente as proteções elétricas, de forma que o sistema opere sob falta, de forma segura, coordenada e seletiva.
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Estrutura indispensável de um sistema de proteção;
• Conceito de coordenação e de seletividade da proteção de um sistema elétrico;
• Zonas de atuação da proteção;
• Falhas e requisitos básicos de um sistema de proteção;
• Análise de curto-circuito em sistema elétrico de grande porte;
• Curto-circuito trifásico; curto-circuito fase-terra; curto-circuito fase-fase;
• Abertura monopolar; abertura bipolar. Exemplos práticos;
• Análise de curto-circuito pelo método dos MVA´s;exemplos práticos;
• Dimensionamento e especificação de TC´s e TP´s (ABNT e ANSI). Exemplos práticos;
• Tipos de seletividade e sistemas de comunicação. Exemplos;
• Relés de Proteção;
• Relés de Sobrecorrente (50/51) - critérios para ajuste. Exemplos práticos;
• Relé Direcional (67) - características operacionais e aplicação; Exemplos de casos reais;
• Função (50/51NS); (50/62BF). Exemplos práticos;
• Função religamento (79). Coordenação entre eles. Exemplo;
•.Função subtensão (27)
•.Função direcional de potência (32);
• Relé de bloqueio (86);
• Relé de distância (21) - características funcionais e operacionais. Exemplos de casos reais;
• Relé de sobrecorrente com restrição de tensão (50/51V)
• Exemplo da coordenação e seletividade da proteção em sistema elétrico industrial. Análise de casos reais.
• Relé Diferencial de Corrente (87) e Diferencial Percentual;
• Proteção de transformadores e reatores. Exemplos;
• Proteção de motores de médio e grande porte. Exemplos;
• Proteção de geradores. Exemplos
• Proteção de barramentos e cubículos de grande porte. Exemplos;
• Proteção de bancos de capacitores. Exemplos;
• Proteção de linhas de transmissão. Exemplos;
• Proteção contra sobretensões;
• Dimensionamento e especificação de para-raios de linha. Exemplos práticos;


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 26 de Outubro a 28 de Outubro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 16 - Proteção de Sistemas Elétricos de Distribuição


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios indispensáveis a aplicação correta dos dispositivos de proteção em sistemas elétricos de distribuição.
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos eletricistas que atuem em sistemas elétricos de distribuição
Programa: • Representação dos componentes dos sistemas elétricos de distribuição;
• Valores por unidade (pu);
• Representação de redes aéreas e de cabos subterrâneos. Exemplos;
• Representação de transformadores e reatores;
• Tipos de sistemas de aterramento;
• Análise de Faltas em Sistemas Elétricos de Distribuição
• Cálculo de faltas trifásicas - exemplos;
• Componentes simétricas - exemplos;
• Cálculo de faltas fase-terra - exemplos
• Cálculo de faltas fase-fase-terra - exemplos
• Cálculo de faltas fase-fase - exemplos
• Cálculo de faltas causadas por uma abertura de uma fase - exemplos;
• Cálculo de faltas causadas por uma abertura de duas fases - exemplos;
• Cálculo de faltas através de impedâncias - exemplos;
• Dimensionamento e especificação do resistor de aterramento para limitar a corrente de curto-circuito;
• Filosofia da proteção em sistemas elétricos de distribuição;
• Finalidades dos equipamentos de proteção;
• Zonas de atuação da proteção;
• Dispositivos de proteção contra sobrecorrente.
• Fusíveis;
• Disjuntores;
• Religador de SE;
• Religador de Linha;
• Seccionalizador;
• Chave-Fusível/Elo Fusível;
• Critérios de coordenação de elos fusíveis. Exemplos;
• Relés de Sobrecorrente;
• Relé de sobrecorrente de neutro. Critérios de ajuste. Exemplos;
• Relés de Sobrecorrente com Supervisão por Tensão;
• Proteção de redes de distribuição;
• Coordenação disjuntor-disjuntor;
• Coordenação disjuntor-elo fusível
• Coordenação religador-religador
• Coordenação religador-elo fusível;
• Coordenação e seletividade da proteção em sistemas de distribuição;
• Dispositivo de Proteção Contra Sobretensão;
• Proteção contra sobretensões. Exemplos práticos.
• Proteção de transformadores de distribuição. Exemplos;
• Dimensionamento e especificação de para-raios em sistemas de distribuição. Exemplos práticos;
• Cálculo da corrente de "inrush" quando da energização de banco de capacitores. Exemplos;
• Dimensionamento do reator de pré-inserção objetivando limitar a corrente de "Inrush". Exemplos;
• Proteção de banco de capacitores. Exemplos
• Noções sobre aterramento de sistemas de distribuição. Exemplos.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 23 de Novembro a 25 de Novembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 17- Proteção de Sistemas Elétricos Industriais


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Apresentar as técnicas de funcionamento e aplicações dos vários dispositivos de proteção, objetivando a coordenação e seletividade da proteção em sistemas elétricos industriais
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos da área eletro-eletrônica.
Programa: • Filosofia da proteção em sistemas elétricos industriais;
• Estrutura de um sistema de proteção;
• Zonas de atuação da proteção;
• Falhas e requisitos básicos de um sistema de proteção;
• Análise de curto-circuito em sistema elétrico industrial;
• Curto-circuito trifásico; curto-circuito fase-terra; curto-circuito fase-fase. Exemplos práticos;
• Análise de curto-circuito pelo método dos MVA´s;exemplos práticos;
• Dimensionamento e especificação de TC´s e TP´s. Exemplos práticos;
• Tipos de seletividade e sistemas de comunicação. Exemplos;
• Relés de Proteção;
• Relés de Sobrecorrente (50/51) - critérios para ajuste. Exemplos práticos;
• Função (50/51NS); (50/62BF). Exemplos práticos;
• Relé de sobrecorrente com restrição de tensão (50/51V)
• Exemplo da coordenação e seletividade da proteção em sistema elétrico industrial. Análise de casos reais.
• Relé Diferencial de Corrente (87) e Diferencial Percentual;
• Proteção de transformadores e reatores. Exemplos;
• Proteção de motores de médio e grande porte. Exemplos;
• Proteção de geradores. Exemplos
• Proteção de barramentos e cubículos de grande porte. Exemplos;
• Proteção de bancos de capacitores. Exemplos;
• Proteção contra sobretensões - dimensionamento e especificação de para-raios de linha. Exemplos práticos;
• Relé Direcional (67) - características operacionais e aplicação; Exemplos de casos reais.




Próximos cursos:

Local: Salvador - Ba
Data: 14 de Setembro a 16 de Setembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 18 - Qualidade da Energia Elétrica


Duração: 20 horas/aula
Objetivo:
Apresentar os fundamentos operacionais de algumas cargas perturbadoras e seus efeitos considerados mais relevantes na geração de harmônicos, oscilações de tensão, desequilíbrio de redes, faltas, fliker, etc., que interferem na qualidade do suprimento elétrico
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que trabalhem em concessionárias ou indústrias envolvidos com estudos, planejamento, operação, projetos, e manutenção.
Programa: • Conceituação do problema da qualidade da energia elétrica;
• Exemplos de sensibilidade de equipamentos à qualidade da energia;
• Itens de definição da qualidade da energia;
• Origem dos problemas;
• Metodologia para análise;
• Categorias e características dos fenômenos;
• Afundamento e interrupções temporárias de tensão (voltage sag e swell): efeitos e soluções para o problema;
• Variações de tensão de longa duração;
• Desequilíbrios;
• Flutuações de tensão e efeito “flicker”;
• Legislação, medição e soluções;
• Harmônicos: efeitos (ressonância, aquecimento, fator de potência e erros na medição).


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 05 de Outubro a 07 de Outubro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 19 - SPDA Sistemas de Proteção Contra Descargas Atmosféricas


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Apresentar e determinar os parâmetros elétricos envolvidos nas descargas atmosféricas, proteção de sistemas elétricos e estruturas contras descargas atmosféricas
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros eletricistas, civis, mecânicos e técnicos eletroeletrônicos
Programa: • Parâmetros elétricos associados ao fenômeno;
• Impedância de Surto;
• Normas: NBR5419-BS66551 Inglesa-ASE4022 Suiça-IEC1024;
• Avaliação Geral de Risco de Exposição;
• Níveis de Proteção Contra Descargas Atmosféricas;
• Cálculo da Área de Captação do Raio;
• Índice de Risco;
• Cálculo de Risco. Exemplo;
• Ângulos e Alturas Máximas dos Níveis de Proteção;
• Condutor Horizontal e Plano Fictício de Proteção;
• Projeto do SPDA usando o Método de Franklin;
• Projeto do SPDA usando o Método dda Gaiola de Faraday;
• Projeto do SPDA usando o Método de Esfera Rolante;
• Projeto da Blindagem de Subestações (ao tempo).


Próximos cursos:

Local: Uberlândia - Mg
Data: 09 de Novembro a 10 de Novembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 20 - Subestações I – (Dimensionamento/Espec. de Equipamentos)


Duração: 36 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios indispensáveis ao projeto com o dimensionamento e especificação de equipamentos
Público Alvo:
Professores Universitários, gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Conceituação de estações transformadoras;
• Tipos e especificação de arranjos de subestações. Exemplos;
• Análise de curto-circuito pelo método dos MVA´s. Exemplos práticos;
• Dimensionamento e especificação de transformadores de potência. Exemplos;
• Dimensionamento e especificação de transformador de corrente (TC), transformador de potencial (TP) e divisor potencial
capacitivo (DCP);
• Dimensionamento e especificação de disjuntores e seccionadoras. Exemplos;
• Cálculo do TRV e RRRV. Exemplos;
• Cálculos de transitórios na abertura e energização de disjuntores;
• Dimensionamento e especificação de cabos. Exemplos;
• Dimensionamento e especificação eletromecânica de barramentos. Exemplos;
• Dimensionamento, especificação e proteção de banco de capacitores e reatores;
• Cálculo do reator de pré-inserção para limitar a corrente de inrush;
• Coordenação de isolamento em subestações. Exemplos;
• Blindagem de subestações. Exemplo;
• Operação e distribuição de potência entre transformadores em paralelo com Z% e Potências distintas. Exemplos práticos;
• Critérios para ajustes de tap´s em transformadores que operam em paralelo, sendo ambos diferentes. Exemplos práticos;
• Métodos de redução da potência de curto-circuito em subestações;
• Dimensionamento de reatores limitadores da corrente de curto-circuito; exemplos práticos;
• Critérios para definição do NBI de uma subestação;
• Critérios de dimensionamento e especificação de para-raios. Exemplos práticos.
• Noções sobre aterramento elétrico de subestações.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 05 de Outubro a 09 de Outubro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 21 - Subestações II (Proteção de Equipamentos)


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer técnicas modernas sobre proteção de equipamentos e circuitos de subestações
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Tipos de arranjos;
• Representação dos equipamentos elétricos;
• Análise da falhas em subestações;
• Especificação de transformadores para instrumentos, TC´s, TP´s;
• Especificação de disjuntores;
• Operação em paralelo de transformadores;
• Proteção de transformadores e reatores;
• Proteção de banco de capacitores;
• Proteção de barramentos;
• Proteção contra sobrecorrentes, ajunte de relés;
• Métodos de redução da potência de curto circuito;
• Coordenação de isolamento na subestação;
• Especificação de pára-raios
• Coordenação pára-raios/transformador.


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 10 de Agosto a 12 de Agosto
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 22 - Subestações III (Inspeção e Manutenção)


Duração: 20 horas/aula
Objetivo:
Fornecer técnicas modernas sobre inspeção e manutenção de subestações
Público Alvo:
Gerentes, supervisores, engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Tipos de arranjos;
• Intertravamento entre equipamentos de manobra;
• Materiais isolantes e materiais magnéticos;
• Inspeção e manutenção de barramentos;
• Inspeção e manutenção de cabos;
• Inspeção e manutenção de bancos de capacitores;
• Inspeção e manutenção de seccionadoras;
• Inspeção e manutenção de malhas de aterramento;
• Inspeção e manutenção da blindagem elétrica;
• Inspeção e manutenção de isoladores;
• Inspeção e manutenção de transformadores e reatores;
• Inspeção e manutenção de TC´s e TP´s;
• Inspeção e manutenção em serviços auxiliares.


Próximos cursos:

Local: Uberlândia - Mg
Data: 21 de Setembro a 23 de Setembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 23 - Subestações IV - Operação


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios indispensáveis a operação de subestações de BT/MT/AT/EAT
Público Alvo:
Engenheiros e técnicos que atuem em sistemas elétricos de concessionárias e industriais
Programa: Representação dos parâmetros elétricos – tensão, corrente, potência ativa, reativa , aparente, resistência,
reatância indutiva, reatância capacitiva, impedância, etc.;
• Diagrama unifilar - interpretação;
• Equipamentos que compõe uma subestação de BT/MT/AT/EAT;
• Princípio de funcionamento e operação de disjuntores, seccionadoras, para-raios, transformadores, TC´s, TP´s, chave de
aterramento, banco de capacitores, reatores, religadores, fusíveis, malha de aterramento, equipamentos auxiliares, etc;
• Manobra ou chaveamento em subestações de BT/MT/AT;
• Conceito de bay-pass, intertravamento e bloqueio;
• Procedimento na operação de energização de alimentadores e de linhas de transmissão. Exemplos práticos;
• Procedimento de manobra em subestações, na manutenção de disjuntores, transformadores, banco de capacitores,
barramentos, transferência de barramentos, transferência de alimentadores. Exemplos;
• Tipos de arranjos de subestações de BT/MT/AT/EAT: barra simples; barra simples seccionada;
barra principal e de transferência; barra dupla a 4 chaves; arranjo de barra disjuntor e meio; barra dupla e disjuntor duplo;
arranjo tipo disjuntor e um terço;
• Sequencia de operação nos vários tipos de arranjos de subestações de MT/MT/AT/EAT. Exemplos práticos;
• Segurança na operação de subestações


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 09 de Novembro a 11 de Novembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 24 - Transformadores de Potência e Reatores


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Capacitar aos profissionais sobre as mais modernas técnicas sobre diagnóstico e solução de problemas em transformadores e reatores
Público Alvo:
Supervisores, engenheiros e técnicos eletricistas que atuem em sistemas elétricos
Programa: • Conceito dos fenômenos transitórios eletromagnéticos (Introdução ao Programa Computacional ATP (Alternative Transients
Program);
• Representação dos componentes elétricos a parâmetros concentrados e distribuídos;
• • Fundamentos de Transformadores de Potência, Monofásicos e Trifásicos e Autotransformadores;
• Tipos de transformadores e critérios de classificação;
• Equações fundamentais;
• Circuitos equivalentes;
• Ensaio a vazio – objetivos, perdas por histerese, corrente parasita, parâmetros do ramo paralelo;
• Ensaio em curto-circuito – perdas no cobre, queda de tensão interna, impedância percentual Z%, R% e X%, perdas adicionais;
• Rigidez dielétrica dos óleos – processos de filtragem, estufas de secagem, ensaio de rigidez dielétrica e controle da acidez;
• Condições térmicas de operação;
• Rendimento e regulação de tensão;
• Polaridade e defasamento angular;
• Determinação do Isolamento – resistência de isolamento, tensão aplicada e tensão induzida;
• Ensaios de impulso;
• Diagnóstico na operação;
• Harmônicos;
• Carregamento;
• Perda de Vida;
• O Fator “K”;
• Introdução à análise química do óleo;
• Noções de inspeção e manutenção;
• Aulas Práticas em Laboratório.


Próximos cursos:

Local: Uberlândia - Mg
Data: 16 de Novembro a 20 de Novembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CE 25 - Transitórios Eletromagnéticos (prático com utilização do ATP)


Duração: 36 horas/aula
Objetivo:
Apresentar e conceituar os fenômenos mais relevantes que causam surtos de tensão e corrente em sistemas elétricos industriais e de concessionárias e técnicas para determinar, reduzir e/ou para eliminar efeitos transitórios
Público Alvo:
Gerentes, supervisores e engenheiros que atuem na(s) área(s) de engenharia, planejamento, projetos e operação.
Programa: • • Conceito dos fenômenos transitórios eletromagnéticos (Introdução ao Programa Computacional ATP (Alternative Transients
Program);
• Representação dos componentes elétricos a parâmetros concentrados e distribuídos;
• Propagação eletromagnética;
• Tipos de terminações;
• Simulações e análise de transitórios eletromagnéticos em sistemas elétricos;
• Transitório devido ao fechamento de circuitos elétricos;
• Transitórios devido a remoção de curtos-circuitos;
• Transitórios devido ao chaveamento de banco de capacitores;
• Energização de Transformadores;
• Corte de corrente indutiva;
• Chaveamento de Capacitores;
• Reignição do Arco Elétrico.
• Controle do Transitório Elétrico Através do Chaveamento Controlado;
• Ferrorressonância;
• Ondas Viajantes em Linhas Monofilares sem Perdas;
• Coeficientes de Reflexão e Refração;
• O Conceito de Transformação Modal em Linhas Polifásicas;
• Linhas Polifásicas com Perdas;
• Modelo de Linha de Transmissão sem Distorção;
• Modelo de Linha com Resistência Concentrada;
• Descargas Atmosféricas em Linhas de Transmissão;
• Simulações de Linhas de Transmissão e surtos Atmosféricos Utilizando o Programa ATP;
• Proteção contra sobretensões em sistemas elétricos;
• Dimensionamento e especificação de para-raios de linha;
• Utilização de ATP para o cálculo de transitórios eletromagnéticos. Exemplos práticos


Próximos cursos:

Local: Fortaleza - Ce
Data: 21 de Setembro a 25 de Setembro
Horário: 8:30 às 18 horas

CA 1 - Acionamentos de Motores Elétricos - Inversores


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Apresentar os fundamentos das diversas técnicas de acionamento eletrônico empregadas em máquinas de corrente alternada e contínua. Selecionar a técnica mais adequada para uma dada aplicação. Conhecer as tendências de desenvolvimento futuro dessas técnicas.
Público Alvo:
Professores Universitários, Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem na área de sistemas elétricos.
Programa: • Motores Elétricos e Acionamento Eletrônico;
• Modelagem de Máquinas de Corrente Contínua;
• Motores de corrente contínua a imã permanente e brushless;
• Acionamento por conversores de fase controlada;
• Acionamento por conversores Chopper;
• Princípio de funcionamento de Motores de Indução polifásicos;
• Modelagem dinâmica do motor de indução;
• Fundamentos do controle de velocidade e conjugado;
• Controle V/f;
• Controle de escorregamento;
• Controle vetorial;
• Topologias de conversores eletrônicos de freqüência para motores de indução, ciclo conversores, conversores PWM;
conversores de corrente controlada
• Técnicas de Controle Digital;
• Introdução ao controle de motores síncronos a imã permanente e motores de corrente contínua brushless.


CA 2 - Automação de Subestações - Protocolos Redes Aplicados ao Setor Elétrico


Duração: 40 horas/aula
Objetivo:
Fornecer as principais características operacionais de comunicação,conexões, normalizações e Protocolos Aplicados ao Setor Elétrico.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Professores Universitários, Engenheiros e Técnicos que atuem em sistemas elétricos de BT/MT/AT.
Programa: • PROTOCOLO MODBUS - definição, características, meios físicos, camada de rede, modos de transmissão, conexão, arquitetura
e aplicações práticas;
• PROTOCOLO IEC 60870-101 - definições, características, meios físicos, camadas de redes, estrutura do frame, tipos suportados
e aplicações;
• PROTOCOLO IEC 60870-104 - características operacionais, padrão TCP/IP, modos de transmissão, arquitetura e aplicações
práticas;
• PROTOCOLO IEC 61850 - características operacionais, detalhes técnicos, normalização, controle de acesso e exemplos práticos.
• DNP3 - definições, características, detalhes técnicos, normalização, comunicação, SCADA e DNP3 - Protocolo DNP3.
• ICCP - definições, características, funcionalidade, meios físicos, protocolos de arquitetura, controle de acesso, interoperabilidade,
protocolos ICCP.


CA 3 - CLP Controladores Lógicos Programáveis


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere a programação e aplicações de CLP em sistemas industriais.
Público Alvo:
Engenheiros, gerentes, supervisores e técnicos que atuem na área de eletromecânica.
Programa: • Princípios de funcionamento;
• Estrutura básica;
• Programação;
• Especificação e dimensionamento do CLP.
• Interconeções de CLP´s à rede de comunicação.
• Aplicações práticas na indústria.
• Estudo de casos.


CA 4 - Instrumentação Industrial


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios para o conhecimento dos instrumentos digitais, suas estruturas, especificações padronizadas, problemas específicos de instrumentos analógicos e digitais, requisitos de instalação, dados sobre o sistema de comunicação digital, sistema de aquisição de dados e supervisão.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e técnicos que atuem na área de instrumentação.
Programa: • Técnicas e sistemas de medidas de grandezas eletromecânicas.
• Técnicas de metrologia.
• Transdutores, potenciômetros resistivos, dispositivos eletro-ópticos, pulsos luminosos e magnéticos.
• Tacômetros DC e AC.
• Transformadores diferenciais.
• Medida de precisão - tipos de manômetros.
• Digitalização - DOM, conversores A/D e D/A.
• Interface para conversores Analógico/Digital Sistemas de aquisição de dados.
• Parâmetros da comunicação de dados.
• Medidas de grandezas e parâmetros elétricos.
• Medição de pressão, temperatura, vazão, força, torque, nível, ruído, umidade e espectro de freqüência.
• Técnicas de aferição e calibração de instrumentos de medição eletromecânica.
• Princípios de funcionamento do CLP.
• Especificação e dimensionamento do CLP.
• Programação.
• Interconexões de CLP´s à rede de comunicação. Aplicações práticas na indústria.


CA 5 - Projetos de Sistemas de Controle


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere ao estudo, análise, e projetos de sistemas de controle.
Público Alvo:
Engenheiros, gerentes, supervisores e técnicos que atuem na área de eletromecânica.
Programa: • Técnicas avançadas de controle regulatório.
• Identificação convencional de processos industriais.
• Projetos de controladores PID.
• Técnicas modernas de controle de processos industriais.
• Projetos de controladores industriais avançados.


CA 6 - Redes de Comunicações Industriais


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere ao estudo, análise, e projeto de redes industriais de comunicação.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem na área de eletro-eletrônica.
Programa: • Introdução a redes industriais;
• O sistema industrial integrado;
• Tipos de redes administrativas e corporativas
• Redes de supervição, comando, planejamento e banco de dados;
• Redes no nível de controle;
• Redes no nível de planta;
• Parâmetros de redes, níveis de comparação;
• Arquitetura de redes industriais; exemplos;
• Hardwere de redes e topologias avançadas;
• Transmissão em redes – par trançado, cabo coaxial, fibra óptica.
• Redes sem fio para aplicações industriais;
• Interfase digital serial;
• Redes locais industriais;
• Ligação inter-redes;
• Internet na automação industrial;
• Ethernet industrial;
• Barramento de campo – fieldbus;
• Tipos, características funcionais e de operação das industrias ASI, Devicenet, Profibus, Fieldbus, Foundation, Ethernet Industrial, Modbus e Genius.
• Exemplos de aplicações na indústria ou planta industrial.


CA 7 - SDCD Sistemas Digitais de Controle Distribuído


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere ao estudo, análise, e projeto de sistemas de controle.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem na área de eletromecânica.
Programa: • Sistemas amostrados.
• SDCD baseados em estações de trabalho.
• Integração de redes locais de computadores com SDCD.
• Redes de informações gerenciais e de controle.
• Estudo e análise de casos.
• Aplicações na indústria.


CM 1 - Análise de Falhas de Equipamentos Mecânicos


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere à análise, métodos e critérios necessários ao diagnóstico e solução de problemas de falhas em equipamentos e dispositivos mecânicos.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros, técnicos e profissionais ligados a manutenção e projetos mecânicos.
Programa:
• Tensões e mecanismos de fratura.
• Fratura frágil e fratura dúctil.
• Técnicas de identificação de tipos de fratura.
• Fragilização dos materiais.
• Análise micro estrutural de elementos rompidos.
• Roteiro para análise de falhas em componentes mecânicos.
• Análise de falhas por: Fadiga, Fretting, Erosão, Corrosão e Cavitação.
• Análise de falhas em elementos soldados e em juntas aparafusadas.
• Exemplos de casos práticos.


CM 2 - Bombas Hidráulicas (Diagnóstico e Soluções)


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Capacitar o profissional para a análise, especificação, diagnóstico e solução de problemas.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos da área mecânica.
Programa:
• Generalidades sobre bombeamento de líquidos.
• Altura de sistemas de bombeamento.
• Tipos e classificação das bombas hidráulicas.
• Potência, perdas e rendimento.
• Cavitação.
• Dimensionamento e especificação de bombas hidráulicas.
• Estudo de casos.
• Operação e análise de comportamento em sistemas hidráulicos.


CM 3 - Centrais Termelétricas (ajustes e operação)


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer conhecimentos indispensáveis sobre o comportamento eletromecânico, ajustes e operação de centrais termelétricas.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem em centrais termelétricas.
Programa:
• A importância da geração termelétrica no sistema brasileiro;
• Tipos de combustíveis e combustão;
• Leis da termodinâmica e ciclos;
• Gerador de vapor convencional;
• Caldeiras recuperativas – tipos, funcionamento e características operacionais;
• Turbinas a vapor – tipos, funcionamento e características operacionais;
• Turbinas a gás – tipos, funcionamento e características operacionais.
• Centrais termelétricas a vapor – tipos, princípios de funcionamento, ajustes e características operacionais. Exemplos práticos;
• Centrais termelétricas de ciclo combinado - tipos, princípios de funcionamento, ajustes e características operacionais. Exemplos práticos;
• Previsão de mercado de energia termelétrica.


CM 4 - Mancais de Rolamento e de Deslizamento


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Apresentar as características operacionais, especificação, operação e manutenção de mancais de rolamento e de deslizamento
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem em plantas industriais.
Programa:
• Dados gerais dos rolamentos - tipos, padronização de dimensões e tolerância.
• Materiais e tipos de gaiola.
• Normas de especificações e nomenclatura dos fabricantes.
• Princípios de seleção de mancais de rolamento e de deslizamento - seleção do tipo mais adequado; definição da capacidade de carga; seleção do tamanho para uma vida útil longa; limite de rotação; atrito.
• Aplicação de mancais de rolamento e de deslizamento - combinação e arranjo de tipos; ajuste e fixação; proteção e lubrificação; vedadores e espaçadores.
• Manutenção de mancais de rolamento e de deslizamento - montagem e desmontagem; inspeção e limpeza; equivalência de rolamentos; manutenção preditiva por medida de vibrações; estocagem.
• Mancais hidrodinâmicos.
• Mancais hidrostáticos.
• Mancais porosos e secos.
• Mancais auto-lubrificados.
• Análise de defeitos e falhas em mancais de rolamento e de deslizamento.
• Estudo de casos.


CM 5 - Manutenção Preditiva p/ Análise de Vibrações - Diagnóstico e Soluções


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer aos participantes, envolvidos com manutenção mecânica industrial, os principais conceitos e técnicas já consagradas na manutenção preditiva usando análise de vibrações.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem na área de manutenção eletromecânica.
Programa:
• Conceito e filosofia da manutenção preditiva;
• Conceitos fundamentais envolvidos na análise de vibrações mecânicas;
• A técnica de monitoramento com a medida do nível da severidade de vibrações, discutindo-se os cuidados na aquisição do sinal;
• Normas técnicas brasileiras e internacionais adotadas;
• Critérios para ajustar níveis de alarme e trip;
• Técnica de diagnóstico de defeitos com uso da análise do espectro de vibrações, incluindo indicações dos cuidados na especificação de equipamentos;
• Procedimento de aquisição e análise dos sinais;
• Técnicas complementares de análise por meio da média temporal síncrona; diagramas de órbita e demodulação (técnica do envelope). Exemplos de casos.


Próximos cursos:

Local: Salvador - Ba
Data: 10 de Agosto a 11 de Agosto
Horário: 8:30 às 18 horas

CM 6 - Tubulações Industriais


Duração: 16 horas/aula
Objetivo:
Fornecer subsídios no que se refere à especificação, projeto, instalação e manutenção de tubulações industriais.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que atuem em plantas industriais.
Programa:
• Classificação das tubulações industriais;
• Matérias com especificação ASTM;
• Padronização dimensional ANSI;
• Meios de ligação de tubos e acessórios;
• Processos de fabricação;
• Válvulas – características gerais, tipos e aplicações;
• Aquecimento, isolamento térmico, dilatação e suporte;
• Cálculo mecânico da tubulação;
• Flexibilidade de tubulações – meios de controle da dilatação, juntas de expansão e dimensionamento;
• Utilização de software para dimensionamento de tubulações. Exemplos.


Próximos cursos:

Local: Salvador - Ba
Data: 21 de Setembro a 22 de Setembro
Horário: 08:30 às 12:30 e 14:00 às 18:00

CM 7 - Ventilação Industrial


Duração: 24 horas/aula
Objetivo:
Fornecer conhecimentos indispensáveis à análise, métodos e critérios necessários ao dimensionamento e especificação de sistemas de ventilação industrial.
Público Alvo:
Gerentes, Supervisores, Engenheiros e Técnicos que trabalhem na área industrial e segurança do trabalho.
Programa: • Introdução à mecânica dos fluídos. Conceitos e exemplos.
• Ventilação Geral e Normas
• Tipos de sistemas de ventilação industrial. Vantagens e desvantagens.
• Ventilação Diluidora – critérios de controle de nível de poluentes. Exemplos.
• Fundamentos da teoria de Ventiladores, Tipos e Seleção. Exemplos
• Ventilação local Exaustora – dimensionamento, especificação e balanceamento do sistema. Exemplos.
• Equipamentos de separação e filtragem.
• Testes de funcionamento de sistemas de ventilação. Exemplos práticos.
• Análise de casos.